sexta-feira, 13 de junho de 2008

..:: 13 de junho :: al berto ::..


Alberto Raposo Pidwell Tavares
[Coimbra, 11 de Janeiro, 1948 † Lisboa, 13 de Junho, 1997]


Depois da homenagem que já lhe deixei pelas palavras de outros (cf. aqui e aqui), cá está mais um poema, um dos que faz parte de WordSong.
free music


Recado

ouve-me
que o dia te seja limpo e
a cada esquina de luz possas recolher
alimento suficiente para a tua morte

vai até onde ninguém te possa falar
ou reconhecer – vai por este campo
de crateras extintas – vai por essa porta
de água tão vasta quanto a noite

deixa a árvore das cassiopeias cobrir-te
e as loucas aveias que o ácido enferrujou
ergueram-se na vertigem do voo – deixa
que o outono traga os pássaros e as abelhas
para pernoitarem na doçura
do teu breve coração – ouve-me

que o dia te seja limpo
e para lá da pele constrói o arco de sal
a morada eterna – o mar por onde fugirá
o etéreo visitante desta noite.

não esqueças o navio carregado de lumes
de desejos em poeira – não esqueças o ouro
o marfim – os sessenta comprimidos letais
ao pequeno-almoço


Al Berto »» in Horto de Incêndio »» Assírio & Alvim »» 1996 »» p. 9

5 comentários:

  1. E também é dia de Al Berto, claro!

    ResponderEliminar
  2. A melhor homenagem que se lhe pode fazer é lê-lo. :)

    ResponderEliminar
  3. O que eu gosto da tua selecção de poemas, Mongo..vá,deixa-me dar-te graxa porque te ADORO tão somente isso...

    Beijos da MONGA

    ResponderEliminar
  4. Outro poeta maior da língua portuguesa.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  5. Pinguim, pois também!

    Catatau, concordo plenamente. É isso mesmo! E até para não ser esquecido!

    Monga, engraxa à vontade, gosto bué da tua graxa, sabe-me muito bem!

    Special, sem dúvida!

    Beijos e abraços

    ResponderEliminar

»» responderemos quando tivermos tempo
[se tivermos tempo] »» se os
comentários de algumas entradas estiverem bloqueados é porque não estamos cá, não há tempo para olhar para o lado, ou essas entradas não têm nada para comentar.

»»
obrigado pela visita!